Prefeito de Nova Iguaçu já pavimenta a estrada da reeleição

 

Ele diz que ainda é cedo para tocar no assunto e que só disputará as eleições de 2020 se sentir que tem apoio popular para isso. O ele em questão é Rogério Martins Lisboa, eleito prefeito de Nova Iguaçu pelo PR em 2016, derrotando o até então imbatível Nelson Bornier. Entretanto, se não fala agora de forma mais objetiva sobre reeleição, Lisboa reformulou sua base na Câmara de Vereadores, faz um trabalho de aproximação com lideranças políticas e tem a seu favor dois parceiros importantes, os deputados Rogério Teixeira Junior, o Juninho do Pneu e Luiz Antonio Teixeira Junior, o Luizinho da Saúde, fiéis da balança 2020.

Se o do Pneu e o da Saúde estão hoje mais para somar do que para dividir, restam ainda dois nomes – que fizeram figuração nas eleições de 2016, mas podem atrapalhar no ano que vem –, os deputados Carlos Augusto Nogueira Pinto e Rosangela Gomes

O primeiro não fala em público sobre a disputa pela Prefeitura, mas em sua zona de conforto não esconde que essa é sua meta, mesmo sendo paquerado pelo também deputado Max Lemos para uma futura composição.

Quanto a Rosangela, eleita e reeleita no partido da Igreja Universal do Reino de Deus (PRB) e com os votos dos fieis de Edir Macedo, sua candidatura deverá ser, mais uma vez, instrumento de negociação para um segundo turno, visando uma secretaria para algum abençoado da IURD.

Enquanto a hora do sim não chega, Rogério Lisboa vai sorvendo o mingau quente pelas bordas do prato, administrando as dificuldades e a falta de capacidade de investimento da Prefeitura, consumida pelas dívidas com pessoal, prestadores de serviços e fornecedores, herdadas da gestão anterior.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar