Ex-presidente da Alerj cumpre pena de 12 anos e cinco meses

 

A notícia dada ontem (5) pelo jornalista Cássio Bruno em sua coluna no jornal O Dia, dando conta de que o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Melo (foto), está preparando sua delação premiada, deixou muita gente – na Alerj e fora dela – preocupada. Dizem nos ambientes políticos que se ele realmente abrir o bico vai ter pré-candidato às eleições municipais de 2020 desistindo de por um bloco na rua. Melo, que foi preso no dia 14 de novembro de 2017 na Operação Cadeia Velha – junto com os ex-deputados Jorge Picciani e Edson Albertasse –, segundo noticiou Cássio, nas últimas semanas esteve três vezes no Ministério Público Federal e apontou aos procuradores a participação de deputados estaduais.

 (Foto:Reprodução/Estadão)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar