Processo refere-se ao exercício de 2017

 

O prefeito de São João de Meriti, João Ferreira Neto, Dr. João (foto), teve as contas referentes ao exercício de 2017 aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.  O processo teve como relatora a Marianna Montebello Willeman e será enviado à Câmara Municipal, onde os vereadores darão a palavra final. De acordo com o TCE o prefeito "cumpriu com as obrigações no que se refere a investimentos em Educação e Saúde, destinando a cada setor, respectivamente, 26,06% e 24,77% do total da receita proveniente de impostos próprios e decorrente de transferências", percentuais que ficaram acima dos limites mínimos de 25% no ensino e 15% nos cuidados médicos com a população.

A meta é desengavetar convênios e assegurar repasses aos municípios

O deputado Vandro Lopes Gonçalves, o Vandro Família (SD) assumiu agora a pouco a presidência da Comissão de Obras da Assembleia Legislativa, que vai se reunir todas as terças-feiras para discutir pautas de interesse dos municípios. O vice-presidente é o deputado Max Lemos(MDB), ex-prefeito de Queimados, que preside a Comissão de Minas e Energia. "Vamos trabalhar para desengavetar convênios já firmados em outras gestões e que não tiveram os recursos liberados pelo Estado. Nossa meta é garantir que os repasses devidos aos municípios para a realização de obras sejam realizados", disse Vandro.

Texto ainda vai passar pela Câmara dos Deputados

 

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (13) projeto de lei que endurece a cobrança sobre empregadores que não pagam salários iguais para homens e mulheres. A proposta segue para a análise da Câmara dos Deputados.  O texto pretende assegurar o que estabelece a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que prevê salário igual para homens e mulheres na mesma função e na mesma atividade.

Só Meriti tem R$ 10 milhões a receber

 

A decisão do presidente Jair Bolsonaro de liberar recursos das emendas impositivas apresentadas por parlamentares no orçamento da União e que estão paradas desde 2014 deixou os prefeitos da Baixada Fluminense felizes da vida. Em tempo de vacas magras um dinheiro extra faz um bem danado e é com isto que os governantes da região estão contando para pelo menos remediarem a situação. Ex-deputado federal, o prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João (foto), não perdeu tempo. "Vou à Brasilia cuidar pessoalmente da liberação. Foram emendas que eu mesmo consegui aprovar. São cerca de R$ 10 milhões", diz o agora prefeito de São João de Meriti.

Defesa diz que não existem provas contra Rodrigo Neves

 

Preso desde o dia 10 de dezembro sob acusação de participar de um suposto esquema de corrupção envolvendo seu governo e empresas de ônibus de Niterói, o prefeito Rodrigo Neves deverá voltar ao cargo ainda esta semana. Por seis votos a um integrantes do Grupo de Câmaras do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro revogou a prisão dele, decisão tomada no fim da tarde desta terça-feira (12). Além de Neves ganham a liberdade os empresários João Carlos Félix Teixeira, presidente do TransOceânico; João dos Anjos Silva Soares, presidente do Transnit e o ex-secretário de Transportes Domício Mascarenhas. Os quatro foram acusados pelo Ministério Público de terem desviado R$ 10,9 milhões. Segundo os desembargadores, os fatos apresentados pelo MP não são suficientes para manter os acusados presos.