Presidente da Casa fala uma coisa, mas faz outra

 

"O Portal de Transparência da Câmara de Araruama já está em funcionamento. Nós já temos o portal, um pedido da população e o compromisso, desde o início, quando eu fui eleita pela maioria dos meus amigos vereadores e relatei que uma das prioridades era restituir a democracia e a transparência". A firmação foi feita na sessão do dia 5 de janeiro deste ano pela presidente da Casa, a vereadora Maria da Penha Bernardes (foto), mas o discurso não está sendo posto em prática. Isto porque ainda não foram inseridos no site oficial do Poder Legislativo as portarias de nomeações nem a folha de pagamento de janeiro. A cobrança se faz necessário porque há denúncias de nomeações de parentes, casos de nepotismo que precisam ser esclarecidos.

Queimados tem dois deputados estaduais que se unissem forças em torno de propostas em favor do município fariam a diferença para a população

 

Com dois representantes na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, Queimados poderia ter muito a ganhar se houvesse união em torno de propostas, em vez de ataques e batalha ideológica. Infelizmente para os moradores do segundo município mais pobre da Baixada Fluminense, essa junção de forças, ao que parece, é impossível. Pelo menos é o que se viu nesses primeiros 15 dias da nova composição da Alerj. De um lado tem o deputado Max Lemos (MDB), ex-vereador e duas vezes prefeito. De outro, a estreante na vida pública Alana Passos (PSL), sargento do Exército, eleita na onda que conduziu Jair Bolsonaro à Presidência da República, e que se comporta como se ainda estivesse no palanque de campanha, soldado de uma batalha na qual se classificam atualmente como "esquerdista", todo aquele que defende ideias, propostas...

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Belford Roxo divulgou há pouco que o prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, e sua mulher, a deputada federal Daniela Carneiro, sofreram um atentado nesta sexta-feira (15) na Avenida Automóvel Clube, na altura da rodoviária do bairro Parque São José. O carro em que o casal estava, uma Hilux blindada, foi alvejado por um tiro de fuzil na porta do motorista.

Decisão é da juíza Alessandra Cristina Peixoto, da 8ª Vara de Fazenda Pública da Capital

 

Condenado por ato de improbidade administrativa por não ter repassado, entre 2014 e 2015, o percentual constitucional obrigatório para o Fundo Estadual de Saúde, o ex-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, teve os direitos políticos suspensos por cinco anos. A decisão é da juíza Alessandra Cristina Peixoto, da 8ª Vara de Fazenda Pública da Capital. De acordo com a sentença, Pezão também terá de pagar multa de 50 vezes a remuneração mensal, além de estar proibido de participar de contratações ou receber benefícios fiscais por três anos. A magistrada destaca que, como chefe do Executivo estadual na época, Pezão tinha o dever de fazer o repasse para a pasta da Saúde.

André Lazaroni, Jânio Mendes e Geraldo Pudim foram rechaçados pelas urnas, mas tem a sobrevivência garantida em cargos comissionados

 

Barrado no baile eleitoral, obtendo apenas 12.835 votos em sua tentativa de reeleição, o ex-deputado Geraldo Roberto Siqueira de Souza, o Geraldo Pudim (foto), não vai ficar desempregado e ainda vai receber salário maior que o subsidio que recebia como parlamentar. Ele foi nomeado para o cargo de diretor geral da Assembleia Legislativa, com vencimento bruto de R$ 31 mil. Também foram amparados pela Casa os deputados Janio Mendes, que ocupa a função de diretor do departamento financeiro, com salário de R$ 17 mil e, André Lazaroni, subdiretor geral de informática da Casa.