Chateado por não ter seus interesses encampados em Nova Iguaçu, o deputado Altineu Cortes (PR-RJ), estava preparando uma surpresa desagradável para o prefeito Rogério Lisboa e acabou se dando mal. A ideia seria entregar o PR – partido pelo qual Lisboa se elegeu em 2016 – a adversários para deixar o prefeito na mão. O tiro saiu pela culatra, pois Rogério, a convite do governador Wilson Witzel, está pronto para filiar-se ao PSC com vistas as eleições municipais de 2020.

Decisão foi liberada agora há pouco.

Há um mês e 11 dias afastado cautelarmente por uma decisão monocrática do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o prefeito de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, vai reassumir o cargo no máximo até amanhã. A liminar nesse sentido (confira aqui) foi concedida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, que entendeu que o afastamento por tempo indeterminado foi decretado "à mingua de elementos concretos". 

Sucessão municipal já começa a ser discutida na cidade

 

Ele deixou o PT, abrigou-se no PDT para tentar uma mandato de deputado estadual em 2018, mas, segundo alguns dos poucos aliados que lhe sobraram, o PT não saiu de dentro dele. Trata-se do ex-prefeito de Paracambi, Tarciso Pessoa, que apesar de ter deixado uma herança de dívidas para a atual gestão, deverá lançar-se para tentar retornar à Prefeitura em 2020, enfrentando, inclusive, o próprio PT, que já teria até um pré-candidato, Erivelto Dias Costa, braço direito de outro ex-prefeito da cidade, o atual presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano.

Documento dá continuidade à proposta de adoção do regime eleitoral distrital misto

 

A presidente e o vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministros Rosa Weber e Luís Roberto Barroso, entregaram nesta segunda-feira (10) ao presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia (DEM), o relatório do Grupo de Trabalho (GT) constituído na Corte para debater propostas de reforma do sistema e legislação eleitorais. Instituído pela Presidência do Tribunal e coordenado pelo ministro Barroso, o GT compilou projetos de lei já em tramitação no Congresso Nacional que tratam de temas sensíveis ao sistema eleitoral vigente no país.

Votação suplementar está marcada para o dia 4 de agosto

 

A resolução sobre a eleição suplementar do município de Paraty – marcada para o dia 4 de agosto – vai ser publicada na edição de segunda-feira (10), d Diário da Justiça Eletrônico. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), já confirmou a data do pleito, que será regido pelas mesmas regras da eleição de 2016. Estarão aptos a votar os eleitores que possuíam domicílio eleitoral no município em 6 de março deste ano. Os partidos poderão realizar as convenções entre os dias 17 a 23 deste mês, com 29 de junho sendo o último dia para apresentação dos registros de candidatura. Até o dia da eleição a 57ª Zona Eleitoral vai Paraty funcionar em regime de plantão aos sábados, domingos e feriados.