Sete nomes se inscreveram para disputar o governo do município e 208 ingressaram com pedidos de candidatura a vereador

A Justiça ainda não deferiu quatro registros para prefeito e 107 para vereador

Dos sete candidatos que pediram registro de candidatura na disputa pela Prefeitura de Guapimirim apenas três já tiveram a confirmação do juízo da 149ª Zona Eleitoral e seus processos tramitaram sem nenhum recurso de impugnação. A primeira chapa a ser deferida é a da aliança PMDB/PTN, formada por Ismeralda Rangel Garcia, candidata a prefeita e pelo vereador Alcione Barbosa Tavares, o Alcione do Posto (PTN), candidato a vice-prefeito.  A segunda candidatura majoritária aceita é a da também vereadora, Marina Pereira da Rocha, que concorre pelo PSDB, seguida de Paulo Alves dos Santos (PCdoB).

A rede de drogarias controlada pelo prefeito de Silva Jardim tem 16 lojas espalhadas pela região

Funcionários de rede de farmácias teriam transferido título para votar no patrão

Listado entre os municípios fluminenses que mais cresceram em número de eleitores nos últimos dois anos, Silva Jardim teve uma evolução considerada desproporcional, embora o IBGE diga que o universo populacional tenha caído. Entre as eleições gerais de 2014 e maio deste ano a pequena cidade do interior do estado do Rio de Janeiro ganhou 1.714 novos votantes e entre eles podem estar funcionários de um político local, o prefeito Anderson Alexandre - candidato a reeleição pelo PMDB -, apontado como controlador de uma rede de drogarias, quem tem 16 lojas na região. Em 2012, quando a cidade tinha 16.838 eleitores inscritos, o prefeito Marcelo Zelão perdeu a eleição para Anderson por uma diferença de 511 votos.

A advogada Marcelle Cozzolino é vista na cidade como um "quadro moderado" da família (Foto:Reprodução do vídeo)

Advogada prima de candidato a prefeito tem medo de que ele possa ser controlado pela mãe

Um vídeo postado nas redes sociais pela advogada Marcelle Cozzolino de Oliveira, prima do candidato a prefeito de Magé pelo PR, Renato Cozzolino Harb, deixou boa parte dos parentes dela revoltada e causou certo rebuliço na cidade. Na gravação ela afirma que não apoia o primo por temer que o sobrenome da família “volte a ser destaque nas páginas do noticiário policial” e por ter medo de ele “virar fantoche” nas mãos da mãe, a ex-deputada Jane Cozzolino e do padrato, o ex-vereador Valdeck Ferreira de Matos Silva, que tiveram os mandatos cassados. Ele pela Justiça Eleitoral e ela pelo plenário da Assembleia Legislativa. Marcelle cita ainda que Renato responde a um inquérito federal, que poderá, no entender dela, lhe custar o mandato.

Hamilton Pitico é o candidato oficial do governo. Ele é do grupo do deputado Paulo Melo (Foto:Reprodução/Facebook)

Posto que vende combustível para a Prefeitura foi flagrado abastecendo carros da campanha do candidato oficial com vale gasolina

Um flagrante de possível abuso de poder econômico e suposto uso da maquina administrativa em favor do candidato à prefeito de Saquarema Hamilton Nunes, o Pitico (PMDB), pode acabar com os planos dele e do grupo que governa o município atualmente. Na noite da última terça-feira, por ordem do juiz da 62ª Zona Eleitoral, Bruno Ruliere, três homens foram detidos no Posto Nunes & Costa (Posto Bacaxá), onde carros a serviço da campanha do candidato - que é apoiado pela prefeita Franciane Mota e pelo deputado estadual Paulo Melo – estavam sendo abastecidos. O posto é o mesmo que fornece combustível para a frota da Prefeitura e entre os detidos estava o atual vice-prefeito José Carlos Martins, o Zequinha. Os três foram conduzidos à Delegacia de Polícia local, mas disseram que só prestariam esclarecimentos em juízo.

Zé Ademar afirma que não fará acordo com ninguém e que manterá sua candidatura a prefeito

Mas prefeito confirma neutralidade nestas eleições

“Não firmarei acordo com ninguém. Vou seguir em frente tocando minha campanha para prefeito, trabalhando como sempre tenho feito”. A declaração foi feita no início da tarde desta sexta-feira pelo ex-presidente da Câmara de Vereadores de Japeri, José Alves do Espírito Santo, o Zé Ademar, que aguarda o julgamento, pela Justiça, a exemplo dos demais candidatos, do pedido de registro de candidatura. Ele descartou a possibilidade de acordo para apoiar o candidato do PP, Carlos Moraes Costa ou qualquer outra candidatura majoritária. Informado sobre a manutenção da candidatura por parte de Zé Ademar, o prefeito Ivaldo Barbosa dos Santos confirmou a declaração dada ao jornalista Elizeu Pires na última quarta-feira, quando afirmou que se manteria neutro nas eleições deste ano. Na manhã de hoje vários candidatos a vereador retiraram de seus veículos a propaganda de Ademar por conta da posição neutra que Timor resolveu adotar.