Professores trabalham sem garantia de salário em Guapimirim
Posse dos concursados de Rio das Ostras não está descartada
TCE diz que concurso da Câmara de Belford Roxo não existiu
Contratos irregulares prejudicam trabalhadores em Mesquita
Câmara omissa deixa prefeito livre para as "emergências"
Nas imediações do Campus da Universidade Estácio de Sá vias públicas viraram estacionamento para os alunos

Agentes ignoram estacionamento irregular nos arredores de igrejas, faculdades e fazem vista grossa para bandalhas de ônibus e vans do transporte alternativo

Iniciada no último dia 7, a Operação Trânsito Legal, da Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Nova Iguaçu, não vale para as empresas de ônibus, vans do transporte complementar, veículos dos frenquentadores de igrejas evangélicas e dos alunos das universidades Unig e Estácio de Sá, que fazem o que bem entendem e não são multados pelos agentes de trânsito da Prefeitura, tão rigorosos, por exemplo, com as mães que param por um momento para deixarem os filhos nas escolas. À noite as imediações dos templos existentes nas avenidas Roberto Silveira e Getúlio Moura ficam tomadas de carros de fieis, alguns estacionados até em entradas de garagem. O mesmo acontece nas ruas Alexandre Rodrigues e Lima Barreto, vias que foram transformadas em estacionamento - pelos dois lados - por alunos do Campus da Estácio de Sá, dificultando até o acesso de ambulâncias, como aconteceu recentemente, quando um idoso residente na Rua Alexandre Rodrigues passou mal e o socorro foi dificultado pelo excesso de carros na via.

Luciana Simões não perdeu tempo. Levou toda a família para vacinar (Foto: Maurício Rocha)

Mais de 3.400 moradores foram vacinados no primeiro dia de atendimento

Iniciada nesta sexta-feira em Rio das Ostras, a campanha de vacinação contra a febre amarela atendeu 3.451 pessoas e vai prosseguir até que o público alvo seja atingido em sua totalidade. As doses foram aplicadas nas unidades de saúde dos bairros Mar do Norte, Cantagalo, Rocha Leão, Recanto e Cidade Praiana, localidades consideradas prioritárias pela proximidade com áreas rural e de floresta. A vacinação continua amanhã e domingo, das 8h às 17h, em todas as unidades da rede municipal e segue nesses postos durante a semana. Para o prefeito Carlos Augusto Balthazar (foto), a rápida atuação do secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Junior, foi essencial para evitar o pânico na região, uma vez que Casimiro de Abreu, cidade vizinha a Rio das Ostras, já registrou uma morte e há sete casos sob suspeita, com os pacientes já internados, seis deles parentes da vítima fatal.

E para calçar juridicamente o contrato o ato foi publicado hoje com data de 3 de fevereiro

Um mês após um elizeupires.com ter revelado que o prefeito Rogério Lisboa (foto) substituiu o fornecedor de alimentação pronta aos alunos da rede municipal de ensino de Nova Iguaçu, a Secretaria de Educação divulgou o ato de dispensa de licitação para contratar a empresa Denjud Refeições Coletivas, que vai receber R$ 14.688.298,75 por um período de 180 dias. A Denjud já vinha fornecendo a merenda desde o dia 6 de fevereiro e para calçar juridicamente o contrato o ato saiu com data de 3 de fevereiro. Na verdade, de acordo com fontes da própria Secretaria de Educação, o Contrato 003/CPL/2017 estava ameaçado depois da divulgação de que a Denjud já operava nas escolas e que o governo teria cogitado continuar com o fornecedor antigo, mas como a nova empresa já tinha investido no município, a saída teria sido a retroação, firmando o contrato com data anterior ao inicio do ano letivo. Com a nova “emergência” os contratos firmados sem licitação pelo prefeito Rogério Lisboa somam R$ 52.023.775,21, sendo R$ 16,3 milhões na área da Saúde e R$ 32,1 milhões no setor de Educação.

 O Hospital Santo Antonio da Estiva é uma instituição filantrópica e tem enfrentado muitas dificuldades nos últimos anos

O governo municipal admite não ter condições de manter sozinho a unidade, mas mesmo assim quer “comprar” por R$ 1,1 milhão um prédio que valeria quase 30 vezes mais

O Hospital Santo Antonio da Estiva, instituição filantrópica administrada pela Fundação Miguel Pereira pode mudar de dono e tudo indica que não será para melhor. É que mesmo reconhecendo não ter recurso para manter sozinho o HSAS, a administração municipal quer desapropriar o prédio principal e pagar por ele apenas R$ 1,1 milhão, embora o valor de mercado esteja estimado R$ 30 milhões. O decreto de desapropriação deverá ser emitido pelo prefeito André Pinto, o André Portugues (PR) nos próximos dias, já que a Câmara de Vereadores aprovou um crédito adicional do orçamento do município no total que o município pretende desembolsar para “comprar” o imóvel.

Campanha começa amanhã na rede municipal de Saúde

Começa amanhã em todos os postos de saúde do município a campanha de vacinação contra a febre amarela, medida preventiva adotada depois da confirmação da morte de um morador de Casimiro de Abreu e da internação de um outro.  Ontem o secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio de Souza Teixeira Júnior (foto), esteve com o prefeito da cidade vizinha a Rio das Ostras, Paulo Dames para definir a vacinação para todos os moradores com idade entre seis meses e 60 anos. A Prefeitura de Casimiro de Abreu confirmou o registro de dois casos: Watila Santos, de 38 anos, morreu sábado (11) e Alessandro Valença Couto, de 37 anos, está internado no Hospital dos Servidores do Estado, no na Zona Portuária do Rio.