Com promessa de tolerância zero à corrupção novo prefeito assume hoje à noite os destinos de Rio das Ostras
Vereador denuncia esquema de compra de voto para reprovar as contas do ex-prefeito na Câmara de Casimiro de Abreu
Fechada há dois anos Unidade Mista é reaberta em Belford Roxo
Moradores de Queimados terão mais água a partir de amanhã
Queimados agora tem área de lazer com proposta ecológica

Lindberg se reuniu com o pessoal do transporte alternativo em Nova Iguaçu prometendo uma solução junto ao prefeito, mas o problema foi resolvido mesmo é pela Justiça e ele não teve nada com isso

 

Desesperados com a medida que os proibiam de embarcar passageiros nas ruas do centro da cidade, os operadores do transporte suplementar em Nova Iguaçu resolveram apelar ao senador Lindbgerg Farias (foto), aliado de primeira hora do prefeito Rogério Lisboa. A reunião aconteceu no dia 1º deste mês, uma sexta-feira. Foi à noite, num dos espaços usados pelas cooperativas de vans. Quem lá esteve ouviu a promessa de que ele iria intervir junto ao prefeito, para que as portarias assinadas pelo secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Zenildo Coelho Barroso, fossem revogadas. Se o senador chegou a tocar no assunto com Lisboa não se sabe, mas uma coisa é certa: o encontro como o moço que adora pegar carona no bonde da confusão foi mera perda de tempo, pois nada se resolveu. Só falta agora Farias e seu fã clube aparecer para dizer que a decisão judicial que liberou o embarque nos mesmos pontos de ontem foi coisa do senador que, na verdade, ficou foi a pé.

ANA regulará o setor em cidades que quiserem receber recursos federais

 

O presidente Michel Temer assinou ontem (6) a MP (Medida Provisória) que atualiza o marco legal do setor do saneamento básico no país. O texto ainda não foi divulgado pelo governo, mas, de acordo com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, uma das mudanças é que a Agência Nacional de Águas (ANA) atuará como reguladora do saneamento nas cidades que desejarem receber serviços ou recursos federais. Atualmente, os serviços de saneamento são prestados pelos estados ou municípios, e compreendem o abastecimento de água, tratamento de esgoto, destinação das águas das chuvas nas cidades e lixo urbano. Segundo o presidente Temer, ao atualizar o marco legal do setor de saneamento, o governo federal não está invadindo a competência de estados e municípios nessa área, mas atuando em parceria com esses entes federados para enfrentar o problema. "A ANA será a agência reguladora de saneamento para cidades e estados que desejarem receber serviços ou recursos de ordem federal", disse Baldy.

"A Prefeitura vai recorrer". Foi com essas poucas palavras que o prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (foto) se pronunciou hoje sobre a decisão liminar da Justiça que determinou, ontem (5), a suspensão dos efeitos de duas portarias assinadas pelo secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Zenildo Coelho Barroso – que já foi dono de empresa de ônibus com concessão de várias linhas municipais – impedindo o tráfego das vans do transporte complementar pelo centro da cidade. A resposta lacônica, dada via WhatsApp ao elizeupires.com, sugere que Lisboa não esperava uma decisão judicial favorável aos trabalhadores do transporte alternativo nem estava preparado para receber a notícia. Em seu despacho no processo ajuizado pela  advogada Alderi Rolim, a juíza Mariana Moreira Tangari Baptista, da 6ª Vara Cível, acabou dando um 'puxão de orelhas' na administração municipal: "Nessa esteira, não se pode admitir que o município, subitamente, sem elementos técnicos precisos elabore projetos de mobilidade urbana em manifesto benefício das empresas de ônibus e prejuízo à atividade das vans".

Faltam médicos e medicamentos na rede municipal de saúde, mas prefeito comprometeu R$ 6,2 milhões para pagar artistas e a montagem da estrutura da Expo 2018

 

Quem busca atendimento nas unidades de saúde geridas pela Prefeitura de Itaguaí ouve sempre a mesma coisa: "não tem médico nem remédio". Entretanto, isso parece não incomodar o prefeito Carlo Busatto Junior, o Charlinho (foto). Do contrário ele não priorizaria festa em tempo de crise, optando por pagar cachês de até R$ 250 mil por um show, tudo em nome das comemorações dos 200 anos de emancipação do município. Na verdade, diante da falta de ações efetivas, moradores e lideranças comunitárias dizem que não há nada a comemorar. Não fosse uma decisão judicial em ação movida pelo Ministério Público, os cofres da municipalidade seriam sangrados em R$ 6,2 milhões com a "Expo Itaguaí 2018", mas há que se perguntar: Quem vai reembolsar o erário pelo que já foi gasto com a antecipação de 50% dos valores cobrados pelos artistas contratados?

Cerca de 65 funcionários efetivos da Prefeitura estariam à serviço de vereadores

 

Quantos funcionários da Prefeitura de Araruama estão à disposição da Câmara de Vereadores, que funções exercem, em quais gabinetes estão lotados e quantos dias efetivamente trabalham. É que o Ministério Público quer saber e para isso agentes do Grupo de Apoio aos Promotores (GAP) estiveram na sede do Poder Legislativo ontem (5), onde não existe um consultório, mas teria por lá até um médico à disposição, bem como um engenheiro. Os agentes foram em vários setores com uma lista de nomes. Além dos cedidos, entre funcionários e assessores, a Casa teria cerca de 100 pessoas na folha de pagamento. O presidente da Câmara, Carlos Alberto Siqueira da Silva, o Russo, não foi encontrado para falar sobre o assunto.