Saúde deixa de ser prioridade em Casimiro de Abreu
Rio das Ostras implanta o Orçamento Participativo Jovem
Empresa do ''apagão'' fatura em Friburgo sem licitação
18.5 seria a senha para a omissão em Nova Iguaçu
Casimiro de Abreu gasta cerca de R$ 1,3 milhão com servidores de fora

Rodobus deixa passageiros a pé e fica tudo por isso mesmo

O princípio da legalidade tem de prevalecer sempre e em estado democrático de direito a autoridade tem, por obrigação maior, garantir isso, mas em Magé o poste resolveu fazer xixi nas patas do cachorro. Estou falando da série de abusos cometidos contra o povo por essa empresa chamada Alfa Rodobus, que, à sombra de uma decisão judicial, continua explorando as linhas municipais da pior maneira possível. Não cumpre horários, não circula por todas as linhas, não paga o imposto devido ao município e fica tudo por isso mesmo...

Os candidatos aprovados no concurso público de Mangaratiba, que foram chamados na convocação divulgada dia 11, estarão tomando posse no próximo dia 3. A alocação será feita pela Secretaria de Administração. Quanto aos 50 aprovados para a Guarda Municipal a posse só acontecerá depois da conclusão do curso de formação. Esses, conforme o elizeupires,com já noticiou, terão de comparecerem dia 1º ao dia 8 de abril, no Parque de Exposição, na Estrada São João Marcos, S/Nº, no bairro Nova Mangaratiba, das 8h às 13h.

Isenção do pedágio não está em vigor

Recebi hoje centenas de mensagens de pessoas que moram ou trabalham em Magé, me questionando porque não noticiei que eles têm direito a isenção nas praças de cobrança de pedágio da Concessionária Rio Teresópolis (CRT). Não o fiz porque não posso faltar com a verdade. O fato é o seguinte: a Câmara dos Deputados aprovou ontem um projeto de lei estabelecendo a isenção do pagamento aos moradores que comprovem residência ou que exerçam atividade profissional permanente no município em que esteja instalada a praça de cobrança de tarifa de pedágio, mas isso não está valendo ainda. O projeto de lei só vai virar lei, se aprovado também pelo Senado. Trata-se de uma boa iniciativa do deputado Esperidião Amin (PP-SC), mas ainda há um longo caminho a ser percorrido, pois, para emperrar um pouco as coisas, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ),  inseriu uma emenda disciplinando a forma de se calcular o reequilíbrio econômico-financeiro das concessionárias devido às isenções e essa foi aprovada em plenário juntamente com a proposta de Amim.

Decisão anula os votos contabilizados em favor do prefeito eleito

Vinte e três dias após cassar os diplomas do prefeito do município de Engenheiro Paulo de Frontin, Marco Aurélio Sá Pinto Salgado (PMN) e da vice, Maria Clara Motta Schimidt (PMDB), a juíza 74ª Zona Eleitoral, Denise Salume Amaral do Nascimento, decretou na noite de ontem, nulidade dos votos atribuídos a chapa encabeçada por eles, “tendo em vista a prática de atos de abuso do poder econômico e político". A decisão beneficia a chapa que ficou em segundo lugar na disputa, formada pelo candidato a prefeito João Carlos do Rego Pereira (PDT), e o respectivo vice, Helvécio Lavinas Lago (PPS), que, diz a sentença, serão diplomados como eleitos. Essa decisão, a exemplo da primeira, cabe recurso junto ao TRE.

População espera que os serviços no setor melhorem

Foi apresentado nessa terça-feira como titular no comando da Secretaria de Saúde de Magé, o médico cardiologista Marcelo Bagueira e se depender de seu currículo o setor terá uma guinada daqui para frente. Bagueira foi anunciado por Nestor Vidal, para, segundo o prefeito, mudar as coisas na área mais preocupante de sua administração. O novo secretário é formado pela Universidade Federal Fluminense, tem MBA de Gestão em Saúde, foi diretor do Pronto Socorro Municipal de São Gonçalo, de hospitais estaduais, e, por duas gestões, comandou a Saúde em Itaboraí, município com problemas semelhantes aos verificados em Magé. “Vamos trabalhar para reestruturar a rede, tornar os hospitais melhores no atendimento com um projeto de humanização. Vamos implantar uma ouvidoria, e nas unidades vamos implantar o sistema de classificação de risco no pré-atendimento”, falou Bagueira sobre a sua lista de prioridades.