Japeri insiste com ônibus irregulares no transporte escolar
Aperibé pode ter nova eleição ainda este ano
Japeri paga caro para ônibus irregular transportar alunos
Intervenção depende de aprovação do Congresso, mas já está em vigor
Prefeitura de Belford Roxo inicia construção de creche em Heliópolis e licita mais seis unidades, as primeiras em 18 anos

Prefeito chegou a deixar professores sem pagamento

Metendo os pés pelas mãos, mostrando incapacidade de administrar o município e de conviver no estado democrático de direito, o prefeito de Valença, Álvaro Cabral fez mais uma bravata e de novo ficou mal diante da opinião pública. Dessa vez o capítulo triste da recente história do município escrito pelo prefeito foi o corte do pagamento dos professores da rede municipal de ensino, segundo reclamam alguns membros da categoria, em greve desde o dia 29 de maio. Os salários só foram liberados na última sexta-feira depois que membros da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa estiveram na cidade. Nessa segunda-feira a categoria deverá realizar uma reunião para decidir se volta ou não ao trabalho, pois o prefeito ainda não apresentou nenhuma proposta de reajuste e de melhoria das condições de trabalho aos professores.

Garotinho aposta que o ex-prefeito de Magé poderá ser candidato a federal

Deputado federal por alguns dias em 2009, na vaga do pastor Manoel Ferreira - então parlamentar pelo PTB - o ex-prefeito de Magé, Charles Cozzolino poderá voltar ao cenário político no próximo ano, como candidato a deputado federal pelo Partido da República (PR). Pelo menos essa é a pretensão do comando estadual do partido, com o aval do líder maior da legenda, Anthony Garotinho, que mantém estreitas ligações com a ex-prefeita Núbia Cozzolino, irmã de Charles. O corpo jurídico do PR já fez as contas e entende que não há nenhum impedimento legal a uma candidatura de Charles em 2014.

Décimo sexto colocado em 2012 foi contratado como cirurgião

O município de Guapimirim já está se preparando para promover, em janeiro, um novo concurso público. A informação foi passada ontem ao elizeupires.com pelo secretário de Administração, Fernando Wallace Maçullo. Segundo ele, o edital será divulgado até dezembro. Fernando falou também sobre a contratação do odontólogo Cirilo Augusto Guarilha Maçullo Braga, seu sobrinho, 16º colocado no concurso para dentista. Ele esclareceu que Cirilo não entrou como concursado e nem está trabalhando como dentista. “Cirilo está lotado como cirurgião buco-maxilo facial no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), onde já trabalhara antes”, explicou o secretário, negando que a fila de espera entre os classificados para o cadastro de reserva tivesse sido “furada”. Cirilo foi demitido em maio e, segundo Fernando, voltou a trabalhar recentemente por solicitação da Secretaria de Saúde, que resolveu remontar a equipe de odontologia do Caps, formada por quatro profissionais.

Publicação com data mascarada fere de morte a lei

Marcados para os dias 14, 15 e 16 deste mês, cinco processos licitatórios para fornecimento de materiais e serviços à Prefeitura de Silva Jardim estão sendo vistos como "um jogo de cartas marcadas". É que a edição do jornal que veiculou os avisos de licitação, segundo denunciam vereadores de oposição, não teria sido vista na cidade e saiu com duas datas, segundo eles, para “mascarar” os processos.

A denúncia se refere à edição número 30 do jornal Tribuna Carioca, que traz como período de circulação a data de 2 a 8 de agosto, mas apenas nas páginas 1, 2, 3, 4, 6, 7 e 8. A página 5, que veiculou os atos da Prefeitura, tem como data “27 de julho a 1º de agosto”, antecipando em uma semana o que só  circulou sete dias depois. Isso é visto como irregular, pois as licitações têm de ser divulgadas com o prazo mínimo de 15 dias, para que os interessados possam ter tempo de se habilitarem. A data dupla, no entender dos vereadores de oposição, maquia o processo, pois dele só constará a página com os atos oficiais, uma legalidade forjada. Na verdade, essas licitações acontecerão no prazo mínimo de apenas sete dias, contrariando o que a lei determina.

Aposta certa do ex-prefeito Jorge Serfiotis como candidato a vereador nas eleições de 2016, segundo as rodas de conversa em Porto Real, Antônio Sebastião da Silva, o Silvinho, ganhou status de secretário de Esportes do município, pasta que sequer existe. Ganhou espaço na gestão atual, inclusive com a prefeita Maria Aparecida Rocha emitindo um decreto que lhe deu poderes para responder pelo setor - que é uma Divisão da Secretaria de Educação - embora Silvinho esteja como assessor de assuntos especiais. Educação. Tantos minos, entretanto, estão colocando uma pulga atrás da orelha de muita gente na cidade, já que o esporte é considerado um dos principais cabos eleitorais para pretensos candidatos a cargos políticos.