Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores
Parceria reforça ação ambiental na Serra Mantiqueira
Bancada feminina cresce, mas recebe parentes de políticos tradicionais
Meriti terá centro de imagens pioneiro na Baixada Fluminense
Legado de Marielle: assessoras são eleitas para Assembleia do Rio

Presidente da Câmara está governando interinamente

O município de Natividade, no Noroeste Fluminense, deverá ser o segundo do estado do Rio de Janeiro a ter eleição suplementar depois do pleito de 2012. É que o prefeito Marcos Antônio da Silva Toledo, o Taninho (PSD), e o vice, Welington Nacif de Mendonça, o Welington da Volks (PSB), tiveram os mandatos cassados pelo juiz da 43ª Zona Eleitoral, Laurício Miranda Cavalcanti, na última sexta-feira e desde então a cidade vem sendo governada pelo presidente da Câmara, o vereador Fabiano França Vieira (PSB). O prefeito e vice estão recorrendo contra a decisão e esperam reverter a situação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mantida a decisão um novo pleito deverá ser marcado ainda para esse semestre.

Setor gastou R$ 10 milhões em seis meses. Resta saber onde

A rede de saúde de Valença conta hoje com 82 odontólogos contratados, mas não vem realizando ne- nhum procedimento odontológico por falta de condições de traba- lho. A afirmação foi feita pelo vereador Sil- vio Graça, que apon- ta a má gestão como principal causa dos problemas verificados nos últimos 12 meses na cidade, principal- mente nas unidades de atendimento médi- co. Segundo Silvio, atualmente nem extra- ções de dentes vem sendo feitas na rede devido à falta de recursos, materiais básicos e medicamentos. Por conta do caos que se instalou no setor de saúde Silvio e o vereador Marcelo Moreira de Oliveira, o Marcelo do Didi, anunciam que vão tentar, ainda nessa segunda-feira, instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar o setor onde, de acordo com Silvio Graça, só no primeiro semestre de 2013 foram gastos cerca de R$ 10 milhões. “É preciso que se esclareça esse gasto, pois as unidades não funcionam, falta tudo na rede”, completa o vereador.

O prefeito de Quissamã, Otávio Carneiro vai ter de explicar ao Ministério Público Federal o projeto de construção de um aeroporto numa área de proteção ambiental, ocupando terras no entorno do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, que é uma unidade de conservação federal. O questionamento é parte de inquérito civil público instaurado pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, em 2010, para apurar a responsabilidade por eventuais danos ambientais decorrentes do des- matamento, sem autorização, no entorno do parque. Como o MPF entende que a construção pode afetar diretamente a área e resolveu ampliar a investigação.

A Prefeitura de Magé, em edital extraordinário, está convocando os professores níveis I e II chamados no décimo edital de convocação, com data de 15 de janeiro, para se apresentarem amanhã, das 8h as 17 horas, na sede da Prefeitura (na Praça Dr. Nilo Peçanha, s/nº, Centro), para apresentação dos documentos exigidos no edital que sustentou o processo seletivo. Para conferir basta clicar sobre a palavra em vermelho.

Edital sai este mês oferecendo salário de até R$ 7.319,94

O Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro “RioPrevidên- cia), autarquia pública independente, vai divulgar nos próximos dias, o edital do con- curso público no qual estará oferecendo para 85 vagas de nível superior e nível médio, com salários que podem chegar R$ 7.319,94. Os interessados devem ficar atentos ao portal www.ceperj.rj.gov.br, que vai divulgar os atos oficiais referentes a esse processo seletivo. Do total de vagas 35 para especialista em previdência social (ní- vel superior)  e 50 para assistente previden- ciário (nível médio). A carreira de especia- lista em previdência social terá três perfis: o primeiro para quem tiver graduação em qualquer área; o segundo é destinado aos formados em Ciências Contábeis; e o terceiro para os graduados em Ciências de Computação. Para esse cargo, o concurso consistirá de provas objetiva e discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório, e avaliação de títulos, classificatória. A qualificação mínima a exigida para os candidatos ao cargo de assistente previdenciário é Ensino Médio completo e eles passarão somente por prova objetiva, também eliminatória e classificatória.