IBGE reforça relação entre saúde e saneamento básico
Firma novata estréia faturando alto em Nova Iguaçu
Novo presidente terá de garantir mais vagas no ensino superior
Câmara não se esforça para abrir a caixa-preta do governo em Paraíba do Sul: fica nos requerimentos solenemente ignorados pelo prefeito
Sem renovação: 75% dos deputados federais devem se reeleger

MP aceita denúncia e dá parecer pela condenação

Através do procurador regional eleitoral em Rio das Ostras, promotor de Justiça Maurício da Rocha Ribeiro, o Ministério Público propôs a cassação dos diplomas do prefeito Alcebíades Sabino dos Santos (PSC) e do vice-prefeito, Gelson Apicelo (PDT), por abuso durante a campanha eleitoral. Se condenados, ambos terão seus mandatos cassados e nesse caso haverá nova eleição no município, pois eles foram eleitos com mais de 50% dos votos (71,48%). A denúncia foi feita através de recurso impetrado pelo segundo colocado na disputa, José Guimarães Salvador (PSDC), que alegou uso indevido dos meios de comunicação.

O concurso público realizado pela Prefeitura de São João de Meriti em 2011 para preencher e 691 vagas em cargos de provimento efetivo nas secretarias de Educação, Obras e Urbanismo, Controle Interno, Fazenda, Planejamento e Ambiente e Defesa Civil foi prorrogado por mais dois anos e, segundo o prefeito Sandro Mattos todas as vagas serão preenchidas.

Mandado de segurança é impetrado para pedido ser posto em votação

A demora do presidente da Câmara de Vereadores de Valença, Salvador de Souza, em colocar sob a apreciação do plenário requerimento para que uma comissão de investigação seja formada para investigar o contrato de prestação de serviços feito pela Prefeitura com a empresa Própria Comércio e Serviços, levou o solicitante à Justiça. O cidadão Francisco Silva Doudement, revoltado com a situação, impetrou um mandado de segurança com pedido de liminar para que o Poder Judiciário determine que o Poder Legislativo cumpra com o seu dever, ou seja, que coloque o pedido de investigação para ser votado pelos vereadores no plenário, que é soberano para decidir ou não pela comissão investigativa. Francisco, no dia 19 de agosto, apresentou denúncia à Câmara e pediu a formação da comissão, sustentando seu requerimento com uma série de indícios de irregularidades, mas até ontem o presidente da Casa não havia colocou o requerimento em pauta.

Justiça condena deputada que ficava com dinheiro dos assessores

Ex-prefeita de Barra Mansa e atualmente cumprindo mandato de deputada estadual pelo PT, Maria Inês Pandeló Cerqueira, a Inês Pandeló, deverá ficar de fora da eleição de 2014. É que o Tribunal de Justiça confirmou a condenação por improbidade administrativa imposta a ela pelo juízo de primeira instância no ano passado. O desembargador Custódio de Barros Tostes recusou o recurso impetrado pela defesa da parlamentar contra a condenação. Por ser uma decisão de segunda instância o não reconhecimento do recurso insere a deputada na lei da Ficha Limpa.

Atual secretária de Governo vai disputar uma cadeira na Alerj

O prefeito de Magé, Nestor Vidal (PMDB), confirmou ontem que vai apoiar dois candidatos a deputado estadual, “dois nomes da cidade, para”, segundo ele, “atuarem como legítimos representantes da população na Assembleia Legislativa”. Nestor ainda não definiu qual candidato a deputado federal irá apoiar. “Conversamos bastante nos últimos dias e definimos que a atual secretária de Governo (Sônia Sthoffel, a Soninha) será a nossa candidata e também iremos apoiar o jovem André Vinicius”, disse Nestor.