Parceria reforça ação ambiental na Serra Mantiqueira
Bancada feminina cresce, mas recebe parentes de políticos tradicionais
Meriti terá centro de imagens pioneiro na Baixada Fluminense
Legado de Marielle: assessoras são eleitas para Assembleia do Rio
Frota nova vai substituir ‘sucatões' escolares de Japeri

Benefício vale para IPTU, ISS, taxas de alvará e Vigilância Sanitária

Os contribuintes de Magé em situação de inadimplência com o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) poderão regularizar a situação pagando apenas o principal do tributo, ficando isentos de 100% no valor dos juros e multas relativos à cobrança, independente de estarem ou não inscritos na Dívida Ativa. Essa oportunidade vai até o dia 30 de agosto e vale também para as taxas de ISS, alvará e vigilância sanitária. Os débitos relativos ao exercício de 2013 não estão nesse pacote e o benefício só contempla os contribuintes com débitos verificados de anos anteriores, até o dia 31 de dezembro do ano passado.

Jorge Serfiotis passa de secretário de Governo a assessor especial 

Depois da faxina que realizou no final de maio, quando deu “cartão vermelho” para os super secretários Célio Gammaro (Administração e Fazenda), Mauro Pantel (Controladoria) e Luiz Tavares (Obras), a prefeita de Porto Real Maria Aparecida da Rocha, a Cida (PDT), voltou a mexer no tabuleiro do poder, mudando em algumas peças importantes do primeiro e do segundo escalão do governo. Com as novas alterações, aumentou a força do grupo originário de Angra dos Reis que chegou a Porto Real com a queda da dupla de monarcas.

O administrador Fabio Martins é o mais novo integrante do governo Cida. Formado em administração, ele ocupou o cargo de subcontrolador geral na Prefeitura de Angra dos Reis e agora substituirá o advogado André Gomes, na assessoria da Controladoria em Porto Real, cargo que André havia herdado de Luciana Carvalho que veio a substituir Mauro Pantel no comando da Controladoria.

... e manda Prefeitura reservar vagas para os que recorreram ao Judiciário 

Ao analisar recurso impetrado pela Fundação Trompowsky contra a anulação do concurso realizado pela Prefeitura de Rio das Ostras no ano passado, a desembargadora Norma Suely Fonseca Quintes, da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, impôs, nessa quarta-feira, uma segunda derrota ao prefeito Alcebíades Sabino, que vem jogando pesado para manter a invalidade do processo seletivo, inclusive ignorando a decisão judicial que mandou que a Prefeitura encaminhasse toda a documentação sobre do o concurso anulado.

A desembargadora suspendeu os efeitos do Decreto Nº 762/2013, de 15 de março - através do qual o prefeito anulou o processo seletivo -, formalizando a segunda decisão sobre a mesma questão. A primeira foi proferida no dia 25 de junho pelo desembargador Luiz Felipe Francisco, também da 8ª Câmara Cível, que não só suspendeu o decreto, como também determinou que o prefeito liberasse a documentação, o que Sabino não havia feito até às 20 horas dessa quarta-feira.

Ações de improbidade foram propostas contra três vereadores e seis ex

A Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Resende ajuizou nove ações civis públicas por improbidade administrativa contra seis ex-vereadores do município de Itatiaia e três no exercício de mandato. São réus os ex-vereadores Carlos Alberto de Barros Soares, Izaltino Rodolfo da Cunha, Jarbas Júnior Lemos dos Santos, José Fernando de Farias, Vitor Márcio Alves Tavares e Wanderley Dias dos Santos, além dos parlamentares Eduardo Guedes da Silva, o Dudu (atual presidente da Câmara), Sebastião Mantovani, o Jabá e Antonio Delfino, o Toninho de Itamar.

Quando, na próxima terça-feira, os vereadores de Guapimirim voltarem do recesso parlamentar do meio do ano, participarão de uma sessão dirigida por um novo presidente, o vice André Azeredo, (PPS), que ficará substituindo o vereador Iram Moreno, enquanto este estiver preso. Entretanto, os planos do presidente da Câmara, de acordo com a informação passada ontem à noite ao elizeupires.com, era antecipar, já para agosto, uma eleição interna que só deveria acontecer no final de 2014, para eleger a composição da mesa diretora para a segunda parte da atual legislatura. A ideia de Iram, revela a fonte, era se reeleger presidente agora, pois o momento lhe seria propício, imitando os presidentes das Câmaras de Belford Roxo e Porto Real.