E o 'aquário' tornou-se pequeno para tantos 'peixes' em Magé
Privatização pode salvar o Arco Metropolitano
Queimados ganha palmeiras imperiais em compensação ambiental
Segredo sobre contas chama atenção em Seropédica
Magé espera por novos alunos até o dia 15 de fevereiro

MPF denuncia pastor Marcos Pereira por danos à reserva de Tinguá

 
        Ao construir um heliporto e uma residência sem as devidas autorizações numa área de propriedade da Igreja Evangélica As- sembleia de Deus dos Últimos Dias, o pastor Marcos Pereira da Silva, que cumpre pena de 15 anos por estupro, teria causado “danos diretos e indiretos à Reserva Biológica (Rebio) do Tinguá, em Nova Iguaçu, suprimindo a vegetação e impedindo a rege- neração natural da flora. A denúncia, que consta do Processo nº 2004.51.10.006513-5, foi feita pelo Ministério Público Federal, através do procurador da República Renato Machado. De acordo com o processo, um laudo técnico do Ibama atestou que as obras realizadas na Fazenda Vida Renovada ocasionaram degradação ambiental em área da reserva.

Capela do Bonfim completa 130 anos. Comemorações começam hoje

Construída em 1883 e tombada como patrimônio histórico em 1989, a capela de Nosso Senhor do Bonfim está completando 130 anos, o que será celebrado com missas, procissão e muita música. As comemorações serão iniciadas hoje à noite e encerradas domingo, com uma programação para todos os gostos. A proposta é reunir mageenses e visitantes em torno de um símbolo da fé e da rica história de um município fundado há 449 anos.

IBECC anuncia falsos convênios com universidades federais

O Instituto Brasileiro de Educação, Cultura e Ciências (IBECC) que oferece curso superior sem ter autorização do Ministério da Educação para isso, poderá ser obrigado a encerrar suas atividades em São João de Meriti, onde, para atrair mais alunos e aumentar o faturamento, propaga falsos convênios com universidades federais, imputando maior credibilidade a seus serviços educacionais, voltados, principalmente, para evangélicos.

Salário base era de R$ 678 até para professores com 30 anos de carreira

Os professores da rede municipal de ensino de Magé passam a ter como vencimento base de início de carreira R$ 1.158,00, valor acrescido de 5% entres os níveis de acordo com o tempo de serviço. Antes o salário base era de R$ 678, inclusive para quem tinha até 30 anos de magistério. A diferença era de cerca de 70% para menos e a melhora - definida a partir de reuniões com uma comissão de professores, Sindicato dos Servidores Municipais e Secretaria de Educação -, acaba com as perdas nos períodos de licença e no pagamento de férias, pois esses eram calculados sobre a base de R$ 678 no caso dos professores classificados como Nível A, os que tem até três anos de carreira. Segundo o prefeito Nestor Vidal, a incorporação das gratificações ao salário foi feita para corrigir as distorções e beneficiará todo o magistério. Nestor afirmou ontem que, na base da ampla discussão o Plano de Cargos e Salários também sairá do papel. “Estamos caminhando rumo às soluções”, completou o prefeito.

“Na semana passada fomos muito criticados em vir- tude da mudança de local da feira de Piabetá. Algumas pes- soas criticaram nossa ação dizendo que havíamos ‘ama- relado´ quando não conseguimos evitar que a feira fosse armada na Rua Santa Eliza. Na verdade tudo que ocorreu só serviu para evoluirmos no contexto de democracia dentro do nosso município. Depois de uma ação de inteligência das secretarias de Governo, Segurança Pública, Fazenda, Servi- ços Públicos, Associação dos Feirantes e Camelôs de Piabetá, prevaleceu a vontade das partes, que, selaram compromisso de juntos atenderem melhor a população que sempre será nosso alvo maior”.