''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim
Prefeito de Resende se comporta como quem está a algumas voltas de vantagem sobre o considerado principal adversário
Descoberta de brasileiros pode mudar a história da humanidade

Empresários denunciados estariam cobrando dívida da campanha de 2016

 

De onde saíram os R$ 2 milhões que supostamente teriam sido repassados para a campanha do prefeito eleito em Porto Real no pleito de 2016, por um grupo acusado de tentativa de extorsão contra o atual gestor do município, Ailton Marques, vice na chapa de Jorge Serfiotis, falecido em junho de 2017? Esclarecer se faz necessário para saber se haveria mais alguém por trás das operações de cobrança da suposta dívida, feitas em abril e maio deste ano, inclusive com homens armados chegando de helicóptero à cidade. Consta que dois dos envolvidos são donos de empresas em Duque de Caxias, uma do ramo ambiental e duas de transporte. Porém, a julgar pelo capital social delas, o grupo não teria tanto dinheiro assim...

Foram condenados por superfaturamento e contratos irregulares

 

Os ex-prefeitos Renato da Costa Melo Junior, o Junior do Posto e Marcos Aurélio Dias terão de ressarcir os cofres do município de Guapimirim em R$ 88 milhões. Decisão nesse sentido foi tomada pela juíza Rafaela de Freitas Baptista de Oliveira, da 2ª Vara local, em ação de improbidade administrativa movida pela 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo Magé), que ainda os condenou a perda dos direitos políticos por oito anos. A sentença foi proferida no processo 0003226-61.2015.8.19.0073, no qual o Ministério Público apontou "desvio de dinheiro público em contratos irregulares e superfaturados", assinados pela Prefeitura com a Casa Espírita Tesloo – atual Obra Social João Batista – para terceirização de mão de obra.

Valores somam cerca de R$ 10,6 milhões, mas abastecimento está precário

 

Em prisão preventiva há mais de um ano – sob a acusação de associação para o tráfico de drogas –, o prefeito Carlos Moraes Costa, quem diria, está fazendo falta, pelo menos em relação à merenda escolar, que não está chegando em todas as unidades, apesar de a Prefeitura ter contratado quatro fornecedores por cerca de R$ 10,6 milhões. A reclamação é de pais de alunos, que também questionam a qualidade da alimentação. Com Moraes no cargo, dizem por lá, os fornecedores garantiam as entregas e havia comida no prato de todas as crianças matriculadas na rede municipal de ensino de Japeri, embora várias irregularidades e sobrepreço tivessem sido apontados pelo Tribunal de Contas do Estado em pregões e contratos.

Alunos do 6º ao 9º ano da rede de ensino de Magé que se destacaram na 1ª edição da Olimpíada Municipal de Matemática e Língua Portuguesa, serão preparados para participarem de concursos e olimpíadas. Segundo a secretária Álison Brandão, foi criado um grupo de elite para deixar os alunos prontos para concursos militares, estaduais, federais e outras olimpíadas, através do PreparAção, projeto da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. "Temos diversos estudantes com potencial elevado e temos certeza que eles vão atingir o objetivo com esse projeto de preparação. Contamos com professores dinâmicos e especialistas na aprovação de concursos", disse a secretária.

Documentos não aparecem no Portal da Transparência do município

 

Há dois anos, seis meses e três dias no cargo, o prefeito de Miracema – cidade do interior do estado do Rio de Janeiro – parece que ainda não foi apresentado à palavra transparência. Pelo menos é isso que sugere a não disponibilização dos contratos para fornecimentos e prestação de serviços firmados por sua gestão. A administração de Clóvis Tostes (foto), não disponibiliza, por exemplo, os contratos do Fundo Municipal de Saúde (FMS), embora existam vários com farmácias e distribuidoras para o fornecimento de medicamentos e insumos. Quem quiser consultar o contrato para de coleta de lixo e outros serviços também não os encontra no portal da Prefeitura.