Professores trabalham sem garantia de salário em Guapimirim
Posse dos concursados de Rio das Ostras não está descartada
TCE diz que concurso da Câmara de Belford Roxo não existiu
Contratos irregulares prejudicam trabalhadores em Mesquita
Câmara omissa deixa prefeito livre para as "emergências"

Poderes e privilégios de uns frustram outros e a porta da rua pode ser a saída

Indicado para o cargo por um cacique do diretório nacional do PR, o secretário de Obras, Habitação, Ambiente e Defesa Civil Antônio José Raymundo Sobrinho, pode estar próximo da porta de saída e o motivo seria o descontentamento com a falta de ações efetivas, já que até agora ele ainda não teria mostrado porque saiu de São Gonçalo – onde foi secretário de Infraestrutura – e foi parar em São João de Meriti. Na verdade o grupo do prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João, não está nada satisfeito com o poder excessivo dado ao vice-prefeito e titular da Secretaria de Governo e Coordenação Geral, Gelson Azevedo (foto) e com os supostos privilégios que estariam sendo dispensados a secretária de Saúde Marcia Fernandes Lucas, que, mesmo cursando o sexto período de medicina (que tem uma elevada carga horária de aulas, quase regime integral em alguns casos), foi nomeada para comandar a pasta mais importante da administração municipal. No caso do secretário de Obras ele seria um “estranho no ninho” e só teria sido nomeado por causa da indicação de um manda-chuva do Partido da República.

A Operação Trânsito Legal foi iniciada esta semana. O objetivo principal, segundo a Secretaria de Municipal de Transporte e Trânsito, é "educar os motoristas" (Foto: PMNI/Divulgação)

Rogério Lisboa está mandando ver nos contratos sem licitação

Uma fonte ligada ao governo municipal revelou agora a pouco que um contrato para locação de caminhões reboques para estruturar a operação Trânsito Legal - iniciada esta semana pela Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana - poderá ser o próximo ato de dispensa de licitação da gestão do prefeito Rogério Lisboa. De acordo com a fonte, o reboque de veículos seria o forte das ações da Secretaria para “educar” os motoristas iguaçuanos e não será surpresa se o serviço vier a ser prestado através de uma empresa que seria ligada a um dos homens fortes da segurança pública nas gestões dos governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus. Segundo a Secretaria de Transporte, Transito e Mobilidade Urbana, o objetivo da operação é “conscientizar os motoristas de que é preciso respeitar às leis de trânsito, visando à fluidez e a mobilidade urbana”, mas a julgar pela voracidade já verificada nas ações dos agentes de trânsito da cidade, o motivo principal é a arrecadação.

Pedido de cassação do prefeito despertou até quem já tinha negociado com o governo

Desde que assumiu a Prefeitura de Duque de Caxias que o prefeito Washington Reis (foto) vem trabalhando para enfraquecer os grupos de oposição e até já conseguiu desmontar alguns deles oferecendo cargos no governo. Porém, um pedido de cassação do mandato dele e do vice-prefeito, Marcos Pessanha, protocolado esta semana pela Procuradoria Regional Eleitoral no Rio, os olhos dos opositores se abriram para a possibilidade de vir ocorrer uma nova eleição no município de maior receita na Baixada Fluminense. Ação da PRE tem por base uma condenação imposta pelo Supremo Tribunal Federal em processo no qual Washington foi denunciado por prática de crime ambiental.

A demolição ocorreu depois de uma decisão judicial em recurso impetrado pelo Ministério Público

Derrubada foi concluída na calada da noite em Belford Roxo deixando 76 crianças desamparadas

Embora a juíza Lívia Bechara de Castro, da Vara da Infância, Juventude e do Idoso da Comarca de Belford Roxo tivesse expedido no início da noite desta quarta-feira decisão contra a demolição da Creche Geraldo Dias Fontes, localizada na Praça Caio Martins, no bairro Heliópolis, determinada pelo prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, o prédio foi derrubado agora a pouco. A magistrada havia acatado pedido do Ministério Público, que abraçou a luta da comunidade local, que desde segunda-feira vinha protestando contra a ação da Prefeitura, que já demolira um posto de saúde que funcionava no mesmo terreno.  A Prefeitura se antecipou à notificação da Justiça, que só seria feita amanhã.

O boato está sendo espalhado pelas redes sociais

Não tem nenhum fundamento a informação de que o município de Magé abriu um novo concurso público e que as inscrições estarão abertas a partir desta quinta-feira para preencher 295 vagas em cargos de níveis médio, técnico e superior, com salário entre R$ 980 a R$ 5.762,28. Realmente há intenção da administração de realizar um processo seletivo de ampla concorrência, mas nada foi definido ainda. O boato, que vem sendo compartilhado por várias pessoas como se verdade fosse, não passa de um ato de irresponsabilidade. Para um concurso público primeiro é feito um estudo de impacto financeiro e um levantamento sobre o número de vagas a serem preenchidas. Depois vem o processo licitatório para contratar a instituição que aplicará as provas, para só então publicar o edital que pautará o certame e iniciar o período de inscrições. O que ocorreu recentemente foi a realização de um processo seletivo simplificado para contratações temporárias, com trâmite já concluído.