Pneus velhos viram canteiros em Mesquita
Itaguaí tem espaço para terceira via na sucessão municipal
Prefeitura de Aperibé vai gastar R$ 848 mil com padaria...
Transporte de alunos em Japeri vai custar R$ 3,3 milhões
Aumento no contrato da merenda daria para construir uma creche por ano em Resende

O juiz Guilherme Grandmasson, da 2ª Vara de Seropédica, decretou a perda de função pública do prefeito da cidade, em uma ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público em 2003. Anabal de Souza (foto) foi condenado pela contratação irregular do Instituto de Administração do Rio de Janeiro (IARJ), para realizar um concurso público. No entender do magistrado, apesar de o processo ter sido aberto há 16 anos, "a condenação tem validade atual". O prefeito ainda teve os  direitos públicos suspensos por cinco anos.

A comissão foi aprovada por unanimidade nesta terça-feira

 

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (7), abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o serviço de distribuição de gás no âmbito do estado do Rio de Janeiro. Um dos objetivos é rever o contrato de concessão atual, hoje administrado pela Naturgy (Ceg e Ceg Rio). De acordo com levantamento divulgado pela Firjan no início do mês passado, o preço do gás natural subiu 98% nos últimos dois anos no estado. Autor da proposta, o deputado Max Lemos (foto) afirma que entre as motivações para a abertura da CPI, estão: o péssimo serviço prestado pela concessionária e  o alto custo do gás no estado.

Pedido de CPI foi protocolado nesta terça-feira

 

Subscrito por quatro vereadores, foi protocolado nesta terça-feira (7) na Câmara de Vereadores de Japeri, pedido de formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o descumprimento das leis da Transparência e Acesso a Informação por parte da administração municipal, que não vem disponibilizando contratos, resultados de licitações, atas de registro de preços, e escondendo registros de despesas com fornecedores e prestadores de serviço. A proposta de CPI acontece dias após uma representação ter sido feita ao Ministério Público Federal com o mesmo objetivo.

Mudanças agora serão feitas v"de forma gradativa"

 

As mudanças na estrutura organizacional  da Prefeitura de Belford Roxo que se esperavam, seriam divulgadas na edição desta terça-feira do Diário Oficial, ainda não começaram. O único ato assinado pelo prefeito interino Marcio Cardoso Pagniez (foto) foi um decreto de suplementação de verbas no valor de R$ 2,950 milhões. O DO de hoje trouxe ainda as portarias de exoneração do secretário de Conservação Paulo Sergio Correa Luna, e do de Governo, Andre Luiz Santana Leal, além da subprocuradora Edinubia Macena, além de outros servidores, todos listados no processo movido pelo Ministério Público que resultou no afastamento cautelar do prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho.

Abordagem agora é sobre a capacidade operacional das empresas contratadas para serviços contínuos

 

Boa parte das empresas contratadas para, por exemplo, locar máquinas pesadas e caminhões para as prefeituras, pode não ter capacidade operacional e é nisso que o Tribunal de Contas do Estado está se pegando para constatar, com mais segurança, existência de fraudes em contratos e processos licitatórios para prestação de serviços continuados. Recentemente o TCE comprovou que a W.A. de Oliveira Transportes, Comércio, Locação e Serviços – que recebeu R$ 6,6 milhões da Prefeitura de Japeri, não tinha frota própria, e funcionou como mera intermediária entre a administração municipal e os donos dos equipamentos.