Instalação de lâmpadas de LED em Resende estaria escondendo 'buraco negro' de aproximadamente R$ 8 milhões
Saúde a domicilio em Mesquita
''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim

Concurso foi ignorado e 857 temporários assumiram as vagas em 2012 

A Prefeitura de Petrópolis tinha acabado de reconhecer o resultado final de um processo seletivo para preencher vagas de provimento efetivo, atividade fim, quando o então prefeito, Paulo Mustrangi (PT) optou por fazer contratações temporárias, lotando 857 pessoas em cargos oferecidos no concurso. Por conta disso ele foi multado em quatro mil Ufir (R$ 10.189,20) pelo Tribunal de Contas do Estado. Segundo o entendimento do conselheiro Aloysio Neves,  “a situação não se enquadra nos requisitos de temporalidade, razoabilidade e excepcionalidade previstos para esse tipo de contratação”.

Em decisão colegiada tomada no início da noite de hoje o Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) multou o deputado federal Anthony Garotinho em R$ 682 mil por promoção pessoal em propaganda do Partido da República (PR) na TV e no rádio. As inserções foram levadas ao ar em outubro do ano passado. O valor da multa foi calculado tomando por base o menor custo de propaganda de 30 segundos na TV, na época: R$ 46,411 mil por inserção. No rádio a multa foi de R$ 25 mil por mensagem veiculada.

Câmara derrubou veto do prefeito. Álvaro Cabral quer pagar a “perder de vista”

Os vereadores de Valença derrubaram os vetos do prefeito Álvaro Cabral (PRB) em emendas parlamentares que obrigam a Prefeitura a pagar, de uma vez só, os valores retroativos às datas-bases dos servidores do município - 1º março de 2013 para os funcionários dos demais setores e 1º de maio do mesmo ano para o pessoal do setor de Educação. A derrubada, entretanto, pode não ser o final dessa história, que deverá ir parar na Justiça, pois a Câmara estipulou ainda que o pagamento seja feito de imediato - logo após a publicação da manutenção das emendas, o que deverá acontecer ainda esta semana - e o prefeito alega que só tem como fazer o pagamento em 20 parcelas.

O prefeito de Silva Jardim, Anderson Alexandre (PRB) e a secretária de Educação, Kátia Passos Magalhães, terão de dar explicações agora sobre a qualidade da merenda fornecida aos alunos. É que um flagrante registrado na Escola Municipal Professora Omar Faria Alfradique, no bairro Nova Cidade e comunicado ao Ministério Público, mostrou produtos deteriorados para serem preparados e serviços aos estudantes. De acordo com alguns funcionários da rede, o prefeito nunca visitou essa escola e a supervisão da merenda dificilmente passa por lá. “Isso que está sendo visto aqui acontece também em outras escolas”, disse um funcionário.

Político é apontado como líder de fraudes contra o SUS

Italva, no Noroeste Fluminense, segundo o IBGE, tem menos de 15 mil habitantes, sendo uma das menores cidades do estado do Rio de Janeiro, mas, a julgar pelo volume de pacientes internados na Casa de Saúde Imaculada, de propriedade do médico e político Ronald Faria Crespo, o Roninho, tem movimentação de cidade grande. É que uma quadrilha formada por 13 pessoas - entre médicos e servidores públicos -, supostamente liderada por Roninho (que em 2012 disputou a Prefeitura de Itaperuna e ficou em terceiro lugar), alegou ter internado cerca de cinco mil pacientes, quando a média nos outros 13 municípios da região, no mesmo período, foi de 500 internações. Os envolvidos foram denunciados pelo Ministério Público Federal e vão responder por fraudes contra o Sistema Único de Saúde (SUS), citados pelos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa. De acordo com o MPF, a quadrilha causou prejuízos que podem passar de R$ 8 milhões.