''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim
Prefeito de Resende se comporta como quem está a algumas voltas de vantagem sobre o considerado principal adversário
Descoberta de brasileiros pode mudar a história da humanidade

Ministério Público deverá abrir procedimento investigativo

O gasto de mais R$ 1,3 milhão na compra de móveis feito pela Câmara de Vereadores de Macaé deverá ser objeto de investigação por parte do Ministério Público. De acordo com denúncia apresentada na semana passada, o presidente da Casa, Eduardo Cardoso, homologou, no dia 28 de março, a licitação vencida pela micro empresa Top Mak Multicomercial - que não tem entre suas atividades registradas venda, montagem e instalação de moveis planejados -, objetos sociais exigidos no edital.

Secretário de Rio das Ostras foi mesmo responsável técnico de empresa contratada

Ao contrário do que fora propalado nos meios políticos de Rio das Ostras, o engenheiro Wainer Fajardo só se desligou da empresa Tec Pav - que desde a gestão do prefeito Carlos Augusto Balthazar tem contratos de prestação de serviços com a administração municipal - quando já era titular da Secretaria de Obras. O que sustenta essa informação é um documento do Conselho Regional de Engenharia, que dá conta de que Fajardo assumiu a responsabilidade técnica da empresa no dia 6 de novembro de 2008 e se desligou no dia 23 de maio de 2011, seis meses após assumir o cargo de secretário de Obras, tendo sido nomeado por Carlos Augusto no dia 26 de novembro de 2010.

Valdeck e professora terão de prestar serviços a comunidade por dois anos

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) divulgou agora há pouco sentença proferida contra o ex-vereador de Magé, Valdeck Ferreira de Matos da Silva (PR), condenando-o a dois anos de prisão, convertidos em prestação de serviço à comunidade, por compra de votos nas eleições de 2008. Ele já havia sido condenado antes a perda do mandato.

Contratação de pessoal através de construtora seria para atender vereadores

Quantos funcionários foram admitidos através do contrato de terceirização de mão de obra, onde estão lotados e quanto custa cada um aos cofres da municipalidade? É isso que o prefeito de Silva Jardim, Anderson Alexandre vai ter que explicar, pois a contratação da empresa General Contractor Construtora Eireli Ltda. (HighEng Construtora), está sendo questionada na Justiça e deverá ser investigada pelo Ministério Público.

Prefeito de Meriti e presidente do PDT achava que formaria chapa majoritária com Pezão

Há um mês acreditando que tinha chances de ser o candidato a vice-governador na chapa de Luiz Fernando Pezão (PMDB), o prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos (PDT), acordou para a realidade e desistiu de deixar a Prefeitura. Ele havia anunciado que renunciaria o mandato ontem e passaria hoje o governo para o vice-prefeito João Dias Ferreira, o João da Padaria, que até já havia escolhido a sua equipe de trabalho. Na verdade, Sandro nunca esteve cotado para ser o companheiro de chapa de Pezão, pretensão que estava apenas nas cabeças dele e do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.