''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim
Prefeito de Resende se comporta como quem está a algumas voltas de vantagem sobre o considerado principal adversário
Descoberta de brasileiros pode mudar a história da humanidade

Despesa chegou a R$ 750 em março

A Prefeitura de Silva Jardim está burlando a obrigatoriedade de promover concurso público para preencher cargos de natureza permanente, de atividade fins, contratando pessoal através de uma empresa especializada em construção civil e fabricação de produtos pré-moldados em cimento. Essa denúncia já foi feita ao Ministério Público e a legalidade está sendo questionada na Justiça por uma cooperativa. Visto como “nebuloso”, o contrato varia de valor mês a mês, pois foi feito com base em registro de preços, tendo custado cerca de R$ 750 em março e pode chegar a R$ 1 milhão em abril, podendo ultrapassar isso nos meses seguintes, se o prefeito Anderson Alexandre continuar contratando na mesma proporção do mês passado. 

Portadores de necessidades especiais ganham tratamento exclusivo em saúde bucal

Os moradores do município de Magé portadores de necessidades especiais contam agora com um espaço exclusivo para cuidarem da saúde bucal. O atendimento continua sendo feito em todas as unidades da rede municipal de saúde que contam com procedimentos odontológicos, mas, no Centro de Especialidades Odontológicas (Ceo), inaugurado na semana passada na localidade de Mauá, há um consultório só para atendê-los. O Ceo - que tem três consultórios climatizados, salas de coordenação, esterilização e além de recepção - conta com atendimento na área de cirurgia buco-maxilo, buco-maxilo-facial e periodontia, além de uma especialista em oncologia, para que, em caso de alguma suspeita, o paciente é encaminhado de imediato a um centro especializado.

Professores de matemática apelam para a maquininha na hora de ensinar

O comerciante José Francisco de Souza usa a calculadora todos dias em seu pequeno estabelecimento localizado no bairro São Bernardo, em Belford Roxo, mas ficou muito chateado ao ver o filho de 11 anos apelando para a maquininha para fazer uma conta de multiplicar, uma operação simples de matemática. A chateação deu lugar à surpresa: “Minha professora também usa e quando pedimos explicação ela manda a gente tentar fazer sozinho e fica mexendo no celular”.

Belford Roxo, nos últimos 15 anos fez vários concursos para o magistério e essa professora de matemática possivelmente deve ter sido aprovada em um deles. O município tem um baixo índice de eficiência educacional, segundo avaliação do Ideb, com base no ano letivo de 2011.

Inércia do governo e falta de comando preocupa moradores da cidade

Eleita em 2012 com uma diferença de 4% sobre a segunda colocada, Sílvia Bernardelli (PP), a prefeita de Porto Real, Maria Aparecida da Rocha Silva, a Cida (PDT), vai ter que dar uma sacudida em sua administração e mostrar pulso forte se quiser governar a cidade por mais um mandato. É que a falta de ações por parte da Prefeitura em projetos realmente locais e a aparente fragilidade da governante no comando da máquina administrativa estão comprometendo a imagem dela junto aos moradores e levando alguns aliados a pensarem duas vezes antes de prosseguirem no mesmo barco.

Inaugurada há uma semana, a primeira unidade de tempo integral da rede municipal de ensino de Guapimirim foi bem recebida pelos pais dos alunos nela matriculados. A Escola Municipal Rural Celina Corrêa da Silva, informa o prefeito Marcos Aurélio Dias, “não será a única, pois outras virão por aí”. A unidade, que já funcionava no período normal, funciona agora, desde o último dia 24, das 7h30 às 15h30, com oito horas de ensino. “Nossa meta é aumentar o número de alunos em horário integral”, disse o prefeito.