''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim
Prefeito de Resende se comporta como quem está a algumas voltas de vantagem sobre o considerado principal adversário
Descoberta de brasileiros pode mudar a história da humanidade

Uma nova versão sobre a relação do secretário de Obras de Rio das Ostras, Wainer Farjado, com a empresa Tec Pav, que têm atualmente três contratos com a Prefeitura, no total de R$ 1.871.561,06. A informação dá conta de que ele teria saído da empresa em setembro de 2010 e não em 2011, dois meses antes de ser nomeado para o cargo pelo prefeito Carlos Augusto Baltazar.

A Prefeitura de São João de Meriti está preparando convocação de pelo menos mais 300 professores dos dois segmentos, aprovados no concurso realizado em 2011. A informação foi passada ao elizeupires.com na noite de ontem por uma fonte ligada à Secretaria de Educação. De acordo com a fonte, esse quantitativo está muito aquém da carência de profissionais verificada na rede, mas não deverá passar disso. Segundo a fonte, desse total cerca de 150 serão de professor II, elevando para 604 o número de candidatos classificados além das vagas imediatas oferecidas no edital, uma vez que 30 professores II foram chamados nos últimos dias, somando-se aos fora das 237 vagas do edital convocados entre 2012 e 2013.

Mas contratos anteriores com a Tec Pav estão sendo procurados

Nomeado para o cargo de Secretário de Obras de Rio das Ostras no dia 26 de novembro de 2010, na gestão do prefeito Carlos Augusto Balthazar, o engenheiro Wainer Fajardo, que figurou no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), como responsável técnico pela Tec Pav Construtora, que têm atualmente três contratos com a Prefeitura de Rio das Ostras (firmados a partir de setembro do ano passado), no total de R$ 1.871.561,06, disse que se desligou da empresa em setembro de 2011, nove meses depois de assumir o cargo, no qual está sendo mantido pelo prefeito Alcebíades Sabino. A relação de Fajardo com a empresa chegou a motivar o vereador Carlos Afonso Fernandes a propor s formação de uma comissão de inquérito para apurar o caso. A atenção agora se volta para o período de 26 de novembro de 2010 a 30 de setembro de 2011, para saber se algum contrato fora firmado ínterim entre a Prefeitura e a empresa.

Prefeitura pagou cerca de R$ 500 mil por uma coisa e recebeu outra

Depois do inquérito para apurar os danos financeiros causados ao município de Rio das Flores, na gestão do prefeito Vicente Guedes, na compra em valores superfaturados de quatro veículos para atender a rede de saúde, um novo procedimento investigativo deverá ser aberto pelo Ministério Público, dessa vez em relação à construção de uma estação de tratamento de esgoto, obra a cargo da empresa Balcan Engenharia e Construções e paga integralmente pela Prefeitura com verba da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), sem que partes importantes de 12 dos itens licitados e contratados tivessem sido executadas. A obra custou R$ 496.970,80, valor apresentado na tomada de preços pela Balcan, que venceu a empresa Sanecon na licitação, que apresentou uma proposta de R$ 499.653,000 pelo serviço.

Na matéria “Justiça cassa direitos políticos do prefeito de Rio das Ostras”, veiculada às 17h13 de ontem, o elizeupires.com errou ao informar o nome da empresária Rosie Marie Cordeiro de Souza Cabral, sócia de Paulo Roberto Viveiro Cabral no Auto Posto Campomar, condenado em primeira instância por fornecimento de combustível a preço superfaturado ao município de Rio das Ostras, como condenada no processo de improbidade administrativa proposto pelo Ministério Público contra os dois sócios, o prefeito Alcebíades Sabino dos Santos, o secretário de Administração Elói Dutra Reis e o ex-presidente da Comissão de Licitação Valério da Silva Medeiros.