Gratuidade no transporte teria gerado propina alta em Niterói
Rio das Flores: pequeno em tamanho, grande na falta de transparência
UFC desenvolve ketchup à base de acerola, beterraba e abóbora

Entidade existe desde 2006, mas atua mais junto à órgãos do Exército

Contratada pelo então prefeito de Rio das Ostras para realizar o último concurso público do município, a Fundação Marechal Roberto Trompowsky Leitão de Almeida, pode se dizer, não tem lá muita intimidade com processos seletivos de servidores públicos. O concurso de Rio das Ostras é o segundo contratado por uma Prefeitura a essa entidade. O primeiro foi encomendado pelo município de São João de Meriti um ano antes do de Rio das Ostras. Esse certame - cujo resultado final foi parcialmente alterado na semana passada, quase dois meses depois de sua homologação -, ainda não terminou e tudo indica que vai render muita polêmica ainda, tanto por parte dos candidatos aprovados como pela apuração solicitada pela Procuradoria Geral do município, que no dia 21 de fevereiro voltará a reunir-se com representantes do Ministério Público.

Ato está programado para essa segunda-feira, às 13 horas.

Revoltados com a falta de informações sobre como andam as coisas na Prefeitura em relação ao concurso público realizado no ano passado, candidatos aprovados no processo seletivo do município de Guapimirim prometem uma manifestação para a tarde de hoje, em frente a sede do governo, para exigirem um posicionamento público do prefeito Marco Aurélio Dias, que no dia 6 de janeiro afirmou ao elizeupires.com que não faria nenhuma convocação sem que o Ministério Público examinasse o concurso. Isso foi noticiado no dia 7 deste mês, há exatos 21 dias, mas não há nenhuma informação oficial que revele que uma solicitação para que o processo seletivo fosse analisado já tenha sido feita ao MP.

Quando eu digo que é complicado demais noticiar sobre o concurso de Magé muita gente fica chateada comigo. Quando digo então que as pessoas confundem o autor da matéria com a noticia, sou até xingado, mas minha gente, é por causa de mensagens como a que postarei abaixo é que às vezes dá vontade de não informar mais nada sobre esse processo seletivo, mesmo sabendo que o elizeupires.com venha a ser, para muitos, a única fonte de informação. A pior coisa para um profissional é perceber que muitos dos que o lêem captam a informação de uma forma muito diferente da qual ela fora narrada e isso me acontece com frequência quando o assunto em pauta é esse bendito concurso. Me permitam dividir com vocês um pouco do meu sofrimento e vejam se é possível dormir com um barulho desses...

A edição 619 do órgão oficial da Prefeitura de Rio das Ostras trás, nas páginas 4 e 5, o Decreto Nº 742/2013 assinado na última sexta-feira pelo prefeito Alcebíades Sabino, instituindo a comissão “comissão representativa para análise e acompanhamento do vi concurso público”. O ato nomeia como representantes dos concursandos Fernanda Rodrigues Pinheiro, Jorge Luiz Rodrigues Soares, Vania Cristina da Silva Machado Guedes, William Bouças Gerasso, Lívia Rangel Figueira de Moraes, Leone Rangel Rosa Silvino da Costa e Vinicius Lima da Silva. De acordo com o decreto, “a comissão terá acesso aos processos administrativos que tratam do VI Concurso Público de Rio das Ostras, bem como, participara das reuniões que vierem a tratar do assunto”.

“Terreirão do Samba” e Rei Momo dão o pontapé inicial

Para quem ficou mais de doze anos sem desfile oficial e com um carnaval morno, o município de Magé está muito embalado. O carnaval voltou no ano passado e foi chamado de “folia do resgate”. Este ano, a festa, promete a comissão organizadora, será ainda melhor. O mesmo, asseguram a comissão que cuida do desfile oficial e os representantes dos blocos e das escolas de samba. A abertura do “terreirão do samba”, na sexta-feira, já serviu como termômetro, com uma plateia estimada em cerca de seis mil pessoas, com direito a Rei Momo, muito samba e pagode, por conta dos grupos Coração Blindado, Swing&Simpatia e a ala show da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis.