Professores trabalham sem garantia de salário em Guapimirim
Posse dos concursados de Rio das Ostras não está descartada
TCE diz que concurso da Câmara de Belford Roxo não existiu
Contratos irregulares prejudicam trabalhadores em Mesquita
Câmara omissa deixa prefeito livre para as "emergências"

Também é dia de tirar documentos e buscar direitos via Justiça

Está marcado para o próximo sábado, no Ginásio Poliesportivo Edson Alves, em Mauá, um grande evento de ação social dentro das comemorações do Mês da Mulher. Haverá casamento comunitário, com dezenas de casais confirmando a união civil e será uma grande oportunidade para quem ainda não tirou a carteira de trabalho e o documento de identidade. Das 9h as 15h equipes da Defensoria Pública do estado, Ministério do Trabalho e do Detran estarão atuando no mutirão organizado pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos realiza. As poderão participar de oficinas de artesanato, receberão tratamentos de beleza e informações sobre a saúde.

O prefeito Wagner dos Santos Carneiro diz que as crianças estão mais bem acomodadas hoje

E juíza manda apurar conduta de servidora que devolveu intimação. Prefeito diz que as crianças estão melhor nas novas acomodações e que fez o que tinha de ser feito

A demolição da Creche Municipal Geraldo Dias Fontes não teria acontecido se uma oficial de justiça de plantão no dia 8 de março tivesse entregado o mandado de citação que comunicava à Prefeitura de que a derrubada do prédio estava suspensa por decisão da juíza Livia Bechara de Castro, titular da Vara da Infância, da Juventude de Belford Roxo. A intimação foi enviada pelo sistema eletrônico 18h08 e a Central de Mandados também foi informada por telefone sobre a urgência do cumprimento da diligência no mesmo dia, mas 19 minutos depois a notificação foi devolvida pela oficial de justiça - “sem a tentativa de cumprimento” -, com a servidora do Poder Judiciário alegando ter recebido o documento após o horário de funcionamento da Prefeitura. Este relato faz parte de uma decisão da mesma magistrada, que requereu cópia integral do processo administrativo que culminou com a demolição, dando prazo de 48 horas para que a papelada seja entregue ao juízo.

Partido barra entrada do político que sonhava disputar o governo do estado pela legenda

Se quiser mesmo disputar o governo do estado do Rio ou qualquer outro mandato eletivo em 2018 o Antonhy Garotinho (foto) vai ter de procurar outra legenda. Atualmente no PR, partido onde está cada vez mais sem espaço, o político tentou transferir-se para o Partido Democrático Trabalhista - onde já esteve e pelo qual já exerceu mandatos de deputado estadual e de prefeito (de Campos, Norte Fluminense), ele foi recusado pelo comando do diretório estadual, que não o quer de volta. O PDT está de namoro com o ex-prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes, que poderá ser o candidato da legenda ao Palácio Guanabara.

É o que aponta questionário de avaliação do Prova Brasil

De acordo com dados registrados pelo Prova Brasil - avaliação de 2015 - 51% dos professores do ensino fundamental conseguiram desenvolver pelo menos 80% do conteúdo previsto para o ano analisado e 11% concluíram menos de 60% do que deveria ter sido ensinado aos alunos. O estudo foi feito em questionário aplicado a diretores, alunos e professores do 5º e do 9º anos do ensino fundamental em todo o país e divulgado esta semana. Ainda segundo os dados, considerando apenas os professores do 9º ano, menos da metade (45%) desenvolveu pelo menos 80% do conteúdo previsto para as turmas e entre os professores do 5º ano, a porcentagem chega a 55%.

Decisão do Tribunal de Contas sobre concurso de 2009 já está no Ministério Público

O presidente da Câmara de Vereadores de Belford Roxo, Marco Aurélio de Gandra, o Marquinhos Gandra (PDT), informou agora a pouco ao elizeupires.com que vai cumprir a decisão do Tribunal de Contas do Estado em relação ao concurso público aberto pela Casa em 2009, que, de acordo com o que foi apurado por auditores da Corte de Contas, não teria existido de fato. Gandra vai publicar a decisão do TCE na edição de amanhã (23) do diário oficial e suspender, como determinou o tribunal, o pagamento dos salários de todos os servidores que tiverem sido empossados a partir desse concurso que, cita o TCE, teria sido realizado de forma fraudulenta. “Isso não ocorreu em minha gestão. O que vou fazer sobre o assunto é aquilo que o Tribunal de Contas mandou”, afirmou Gandra.