Medicamento vencido pode complicar a prefeita de Araruama
Comércio ilegal de cigarros supera mercado regular no Brasil
''Máfia'' do reboque perde a vez em Meriti
Grupo Locanty se perpetua também em Valença
Alívio no trânsito em Nova Iguaçu

Segundo Ibope, 54% dos cigarros consumidos em 2018 têm origem ilícita

 

O número de cigarros comercializados irregularmente superou neste ano a quantidade de produtos vendidos legalmente. A constatação vem de pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). Encomendado pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), o estudo aponta que, em 2018, foram consumidos 106,2 bilhões de cigarros, dos quais 57,5 bilhões de unidades (54%) fora do mercado legal. A proporção de produtos comercializados de forma irregular cresceu, de acordo com a pesquisa, seis pontos percentuais em comparação com 2017. O levantamento foi realizado em 208 municípios, ouvindo 8,2 mil consumidores entre 18 e 64 anos.

Queixas de agentes circulam pelas redes sociais, mas são ignoradas pelo prefeito

 

A administração do prefeito Diogo Balieiro Diniz estaria causando dor de cabeça aos guardas municipais de Resende, mas o que os integrantes da corporação não querem sentir no momento é dor de barriga. Isso porque o batalhão da GM estaria "desmuniciado" de rolos de papel higiênico e eles temem passar aperto. A denúncia foi feita esta semana pelo ex-prefeito Silvio de Carvalho, que, por meio das redes sociais, informou ter sido procurado por integrantes da guarda municipal para denunciarem o caso...

Mês de setembro foi pago está semana, mas a apenas parte dos servidores ativos e aposentados. Categoria deverá ficar mais um ano sem o décimo terceiro

 

Com o salário de outubro indo para o quinto dia de atraso a Prefeitura de Duque de Caxias depositou na terça-feira (13) os vencimentos do mês de setembro para parte dos servidores ativos e aposentados. Os demais ainda não têm dia certo para receber e o pagamento está condicionado a entrada de receita. Isto vem ocorrendo no município mais rico da Baixada Fluminense desde que o prefeito Washington Reis (foto) assumiu o governo, em janeiro do ano passado. A culpa, segundo ele, é da crise. Só que a situação está ruim também em todas as prefeituras da região, mas nas outras os salários do pessoal em exercício estão sendo pagos regularmente...

Em 2015, na gestão do prefeito Dennis Dauttmam (foto), a Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo recebeu uma subvenção de R$ 500 mil da Prefeitura, mesmo não existindo uma lei autorizando o repasse. A transferência do dinheiro é objeto de uma ação civil pública de improbidade admistrativa ajuizada pela 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo Duque de Caxias) e o juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Belford Roxo determinou a quebra o sigilo bancário da agremiação carnavalesca, "para apurar a destinação ilegal de verbas da Prefeitura".

Japeri continua escondendo gastos com fornecedores

 

Em maio do ano passado a Prefeitura de Japeri fez uma licitação no valor global estimado em R$ 16,7 milhões para o fornecimento de gêneros alimentícios à rede municipal de ensino pelo prazo de um ano e contratos foram firmados com as empresas CW Carvalho e DN Gril, só que é praticamente impossível saber quanto estas e outras empresas com contratos de fornecimento e prestação de serviços junto ao  município já receberam. É que as contas que deveriam ser públicas são mantidas em segredo, prática adotada na gestão do prefeito afastado Carlos Moraes Costa e mantida na do sucessor dele, Cezar Melo (foto).