Instalação de lâmpadas de LED em Resende estaria escondendo 'buraco negro' de aproximadamente R$ 8 milhões
Saúde a domicilio em Mesquita
''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim

Prefeito, vice, ex e atuais vereadores empregam parentes na Prefeitura

Primeiro os meus. Esse parece ser o lema do prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino dos Santos (PSC), que está promovendo uma verdadeira farra com os cargos públicos na administração, inclusive com funções de provimento efetivo, que deveriam ser preenchidas através de concurso público, como o que ele acabou de anular alegando irregularidades. O mau exemplo do chefe vem sendo seguido por alguns secretários, vereadores e ex-vereadores, como Alberto Moreira Jorge, o Betinho, atual secretário de Esporte e Lazer, que nomeou nada menos que 15 membros da família, se destacando como o campeão do nepotismo na cidade. Uma lista com vários nomes de nomeados foi apresentada ao Ministério Público com um pedido de abertura de procedimento investigativo.

Se TSE confirmar ele pode perder o mandato

A situação do prefeito de Maricá, Washington Luiz Cardoso Siqueira, o Washington Quaquá (PT), está piorando, deixando-o ainda mais pendurado. A juíza eleitoral Juliane Mosso Beyruth de Freitas Guimarães, que responde pela 55ª Zona Eleitoral rejeitou recurso por ele impetrado contra a sentença que o declarou inelegível por oito anos. A magistrada manteve a decisão anterior que também cassa o mandato do prefeito após trânsito em julgado do processo.

Se arguida, uma jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), pode ser a grande esperança dos aprovados no concurso público realizado no ano passado pela Prefeitura de Rio das Ostras e anulado pelo prefeito Alcebíades Sabino dos Santos, no mês passado. A anulação, que já está sendo questionada na Justiça, só seria apreciada no STF e se mantida em duas decisões de instâncias anteriores (primeiro e segundo grãos), mas nada impede que o juízo de primeira instância nela se baseie para fazer o julgamento.

Projeto do Rio Rural transforma garrafas PET em telhas

Uma das práticas mais adotadas entre os pequenos agricultores, a criação de galinhas caipiras está sendo beneficiada por um projeto de extensão inovador, na microbacia Rio Cachoeira, em Magé. Os produtores Gerci e Conceição de Oliveira estão usando materiais reaproveitados para a instalação de um galinheiro, construído com incentivos financeiros do Rio Rural, programa da Secretaria Estadual de Agricultura. Em vez de um telhado convencional, os produtores optaram por estruturas feitas de garrafas PET. As telhas de plástico reutilizado foram confeccionadas com apoio do projeto Capim Limão, do Instituto de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Os bolsistas Raíssa Theberge e Érico Freitas, que participam das atividades do Rio Rural na microbacia, estão ajudando os agricultores a encontrar soluções sustentáveis para os problemas da comunidade, identificados no Diagnóstico Rural Participativo.

O discurso de legalidade, moralidade e defesa do interesse público proferido pelo prefeito Alcebíades Sabino para sustentar sua decisão em anular o processo seletivo do ano passado, foi deixado de lado por ele próprio, durante sua segunda gestão. Sabino que está cumprindo o terceiro mandato, governou a cidade de 1º de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2004, tendo sido responsável pelo primeiro concurso público realizado no município, no qual, segundo a visão do Ministério Público, teriam ocorrido irregularidades.