Queimados diz que maternidade está pronta, que só faltam os equipamentos para inaugurá-la, mas ainda não pagou pelo prédio
Prefeitura de Japeri esconde contratos da merenda: cinco fornecedores foram escolhidos por mais de R$ 17 milhões
Queimados via Volta Redonda: contrato de gestão de hospital na Cidade do Aço teria se transformado em bom ''negócio de família''
Deixando crianças e idosos de fora, prefeito de Resende estaria mergulhando cidade em dívidas para promover governo ''publicitário''
Itaboraí vai receber R$ 60 milhões em investimentos da Petrobras
Empresa escolhida pela Prefeitura de Japeri para fornecer merenda escolar tem a venda de medicamentos como atividade principal

Emenda em tramitação pode reduzir poderes do Ministério Público

Começa amanhã, com a abertura do 1º Simpósio Brasileiro Contra a Impunidade, uma campanha nacional contra a impunidade. O movimento nasce como instrumento de pressão contra o Projeto de Emenda Constitucional 37, proposto para limitar a atuação do Ministério Público, buscando reduzir os poderes de investigação dos promotores de justiça. Estarão presentes o ministro Ayres Britto (STF), o deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ) e o senador Randolfe Rodrigues. Às 15h o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) vai receber o documento nominado de Carta de Brasília e petições públicas com assinaturas de todo o país.

...em qualquer templo, em qualquer lugar de qalquer país, nos lares ou nas esquina

Desde pequenino ouço dizer que aquela silhueta na lua cheia o representa montado em seu cavalo, enfrentando o dragão... É desse tempo que trago em minha memória a imagem do guerreiro destemido, pronto a enfrentar qualquer perigo para defender os que dele dependem. Conta a história que o grande herói - nascido em 275, na Capadócia, Turquia - viveu apenas até aos 28 anos, morrendo em 303, na Nicomédia, mas uma vida física tão curta não o impediu de ser hoje reverenciado no mundo inteiro, um culto que cresce ano após anos. Para mim, a figura do soldado é muito maior que a vista pelo olhar comum e, creio, é assim para milhões de pessoas no mundo inteiro, independente de como o chamemos. São Jorge ou Ogum, Santo Guerreiro ou Grande Mártir, ele é venerado nas igrejas Católica, Ortodoxa e Anglicana, Umbanda e no Candomblé.

TCE enquadra mais uma vez o ex-prefeito de Casimiro de Abreu

Com várias contas com parecer contrário e investigado por denúncias de irregularidades à frente da Prefeitura de Casimiro de Abreu, o ex-prefeito Paulo Dames, que governou a cidade de 1º de abril de 2001 a 31 de dezembro de 2008, levou mais uma enquadrada do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Acaba de ser multado em R$ 6.016,50, o equivalente a 2.500 Ufir-RJ, por um repasse irregular à Associação Mico Leão Dourado, a título de subvenção social, no exercício de 2006, no valor de R$ 102 mil. Segundo o voto do conselheiro José Graciosa, relator do processo, as contas da subvenção foram consideradas irregulares pelo não atendimento de uma série de questionamentos feita anteriormente pelo TCE-RJ.

“Tão pobres somos que as mesmas palavras nos servem para exprimir a mentira e a verdade”. O que o pensamento da poetisa portuguesa Flor Bela de Alma da Conceição Espanca (seu nome de batismo) tem a ver com o assunto sobre o qual vou convidá-los a refletir agora? Muito, pois há alguns dias surgiu nos corredores do poder em Magé (terra do “ouvi dizer”, do “andam dizendo por ai” e do “estou sabendo que...”) um boato covarde e absurdo que poderia ter destruído a vida de um respeitável senhor, homem de integridade impar e demolido o que uma jovem dedicada a seu trabalho vem buscando construir.

Câmara supérflua estaria atendendo interesse de ex-prefeito

“Vocês vão ver só. Tem muita coisa errada e vamos por para fora. Se não nos atender vamos botar para quebrar”. Recados nesse tom têm soado bastante nos ouvidos de alguns secretários do governo de Japeri e estariam vindo da parte de vereadores, membros de uma Câmara que, de acordo com as lideranças locais, “gasta muito e não dá nenhum retorno à população”. A grande “ameaça” ouvida até agora dá conta de que um grupo formado pelos vereadores Cezar de Mello (presidente da Casa), Helder Pedro Barros e Márcio José Russo Guedes, estariam preparando a instalação de uma Comissão Especial de Investigação (CEI), para apurar os contratos firmados pela Prefeitura para os serviços de varrição e coleta de lixo, o que seria para atender interesses do ex-prefeito Bruno Silva Santos, o Pastor Bruno.